“EU NÃO EVOLUO, VIAJO”

Vou pegar esse título emprestado porque cai muito bem com o que pretendo escrever. Este título é de uma retrospectiva do pintor José Escada (Lisboa, 1934-1980) que se encontra agora na Fundação Calouste Gulbenkian, mas será sobre a Fundação que irei falar e não da arte de Escada.

thumb_IMG_2928_1024

Jardins da Calouste Gulbenkian

O “evoluir” eu considero como um crescimento do ser. Evoluímos de várias maneiras, e, na maioria das vezes, o verbo vem com a conotação de uma situação para melhor, um ‘up grade’ na vida, principalmente a espiritual.

No caso do título, bastante sugestivo, demostra que a viajem é a grande r-evolução. Viajar, seja para onde for, é um deslocamento de um lugar para outro, uma mudança de paisagem, e, as paisagens, por mais inóspitas que sejam, já diferem do lugar de partida, mostram outros mundos. Sempre é um aprendizado. Amo viajar e quando o faço, procuro sorver o que posso do lugar.

thumb_IMG_2945_1024

Jardins da Calouste

Ainda em Lisboa fui conhecer outras paisagens, no caso, a Fundação Calouste Gulbenkian. Não entrei logo no edifício, preferi antes circular por seus imensos jardins, sentir a natureza em todo seu esplendor, encher o pulmão daquele verde.

thumb_IMG_2931_1024

Jardins da Calouste

O jardim é belo e aberto ao público. Mil recantos intimistas no meio da vegetação, com bancos, quedas d’água, esplanadas. Caminhos lindos cobertos de vegetação frondosa onde transeuntes passeiam, correm, alguns lancham, outros namoram.

thumb_IMG_2959_1024

ala contemporânea

Entre suas construções há também o grande anfiteatro ao ar livre, onde shows e espetáculos acontecem.

thumb_IMG_2942_1024

Anfiteatro

Depois de conhecer bem o seu entorno, fui visitar o museu com sua coleção, tanto a parte contemporânea, quanto a mais antiga.

thumb_IMG_2969_1024

Coleção do Museu

Em fevereiro de 1953, Calouste Gulbenkian escreveu que considerava as obras de arte como “filhas”, que estava no tempo de pensar no futuro delas. Queria um lugar para abriga-las. Ele falava que a coleção representava uns sessenta anos da vida dele e que ela era sua alma e seu coração.

thumb_IMG_2972_1024

Coleção do Museu

Da arte Oriental à Ocidental, a apresentação das peças com belos displays e uma ótima iluminação nos faz sentir como se estivéssemos adentrando em um santuário. Estão lá presentes os relevos da Mesopotâmia, tapetes Persas, vasos Chineses e lacas Japonesas. Um silêncio e uma reverência a tanto peso de séculos contidos ali. O que mais me encantou, para além de todo o acervo do museu, foi a sala dedica a René Lalique. Suas peças são maravilhosas! Obras de arte pura, perfeitas!

lalique

Gargantilha Gatos, cristal de rocha, ouro e diamantes

lalique3

Peitoral Serpentes, ouro e esmalte

 

lalique2

Pendente Rosto feminino, vidro, prata, esmalte, ouro e pérola barroca.

Na ala contemporânea, além de um acervo muito rico, há também exposições temporárias. As curadoras Penelope Curtis e Leonor Nazaré selecionaram os artistas da exposição “Convidados de Verão “por terem suas obras numa proximidade formal ou conceitual com o acervo existente. As obras são colocadas pontualmente no meio do acervo, aqui e ali, realizando assim uma transversalidade da arte em épocas distintas.

 

Fernanda-Fragateiro

Fernanda Fragateiro Paisagem Não-Paisagem, aço inox polido

Ponto para a artista Fernanda Fragateiro, uma das convidadas, que propôs um conjunto de intervenções escultóricas, criando uma ponte entre o Museu, os  bancos da Fundação, desenhados por Ribeiro Telles, e os eventos do Jardim de Verão. Alguns bancos foram recobertos de aço polido e fazem a mimese da paisagem, ou, em outras palavras, se integram de tal forma ao jardim ao refletirem o seu entorno.

 

thumb_IMG_2948_1024

Fernanda Fragateiro-Paisagem Não-paisagem, aço inox polido

Uma lufada de ar com pitadas de belo!

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s